terça-feira, 19 de maio de 2015

NATAL 25 DEZEMBRO DE 2012

Lembro-me 
No dia de Natal 25 Dezembro de 2012 pelas 8.50h da manhã 
Conduzia e ía sozinha e em direção a casa do meu Pai .. para o ver 
Ao entrar na autoestrada a 50 metros da ponte Arrábida num nevoeiro cerrado (travei o carro instintivamente) e por dois segundos de diferença perdia a vida esmagada por um camião que vinha a picar com outro camião ao passar por mim, a pressão do vento abanou o meu carro como se fosse um carro de brincar.

Fiquei pálida e deu-me uma branca na cabeça ..
E no mesmo instante passa o outro camião e voltou a abanar o carro

Entrei na autoestrada e rapidamente apanhei os camiões que vinham a uma velocidade de 130 km hora

A meu ver para o tamanho do camião é uma velocidade exagerada, uma arma em andamento ..

E na diferença de 5 km à frente o mesmo camião por pouco não me esmaga novamente, penso eu estar no seu anglo morto dele, quando o ia a ultrapassar atirou-se para cima do meu carro .. acelerei e o carro não respondeu tendo que reduzir a mudança na caixa e carregar no acelarador até não puder mais, conseguindo com que o camião não me bate-se por segundos .. o indivíduo do camião que vinha a trás dele vinha a dar sinal de luzes e a buzinar e o motorista vinha tão cego que não se apercebeu dos avisos

Da rapidez do meu pensamento e da prontidão das minhas acções salvaram a minha vida.

Resumindo .. a vida perde-se num segundo

FELIZ NATAL






Adelaide Moça






Adelaide Moça


Enviar um comentário