quarta-feira, 24 de maio de 2017

Adelaide Moça

“NO FINAL,
NÃO NOS LEMBRAMOS DAS PALAVRAS DOS NOSSOS INIMIGOS,
MAS DO SILÊNCIO DOS NOSSOS AMIGOS.”

sábado, 20 de maio de 2017

sexta-feira, 5 de maio de 2017

JORNAL DE MATOSINHOS "O MATOSINHESE"


Texto inspirado na biografia da pintora





Jornal de Matosinhos
"O Matosinhense"


Jornal de Matosinhos "O Matosinhos"


quinta-feira, 4 de maio de 2017

BIOGRAFIA DE ADELAIDE MOÇA




BIOGRAFIA DE Adelaide Moça

Adelaide Moça

Pintora

Nascida a 22 Fevereiro de 1972
Matosinhos é a sua cidade de nascimento são os lugares da infância e da adolescência, 
Nacionalidade Portuguesa
Porto é das referências mais significantes e continuadas da vida.


Criança tranquila, e a capacidade de analise, poupou de erros desnecessários.

Nasceu e cresceu com Pais separados, numa família numerosa.
Sem qualquer tipo de amor, nem de Mãe ou de Pai, subestimada pela família.
Toda a vida percorreu um caminho solitário.
Viveu com a Mãe até aos 21 anos em que passou a viver com o Pai, 
de onde saiu aos 25 anos.


Passou fome, mas os anos mais críticos foi entre 1992 e 1994 uma fase de transição.


Onde concorreu a vários anúncios de trabalho, sem sucesso.


Foi manequim e modelo fotográfico durante uma década.



Nunca casou e sem filhos ate a data.



A primeira obra de arte foi pintada quando tinha 18 anos de idade no ano de 1990.

Esteve parada uns anos, antes de iniciar, só em 1994 é que arrancou.
Tudo começou depois de adquirir a sua primeira pintura, 
sentiu que tinha capacidade para criar algo superior.
Olhando para a sua pintura infinitas vezes, a única fonte de inspiração e de impulso.
E iniciou, mesmo sem saber por onde começar, e sem saber para onde iria, sem nenhuma ideia de organização.


As suas primeiras duzentas obras são básicas vindo a melhorar a qualidade da pintura ao longo dos anos.
As criticas devem ser dadas analisando toda a sua obra até a data de hoje.
É de uma grande ignorância criticar uma obra com data de 1994, ou os primeiros oito anos,
antes de criticar por favor repare no ano da obra. .

Analisando hoje, nunca imaginou o sucesso que viria a ter
Um percurso baseado na consolidação sustentada da evolução artística.
Investiu tudo em arte um part-time muito dispendioso que a levou a falência algumas vezes.


Os primeiros seguidores foram dos Estados Unidos onde recebeu duras criticas as suas obras.
A seguir Dubai que foi bem recebida nas primeiras centenas de pessoas.
Em continuação com o Brasil, México, Venezuela, Espanha, França, Reino Unido, Escócia, Irlanda, Holanda, Itália, Alemanha, Rússia, Japão, Argélia, Índia, Bélgica, Dinamarca, Suíça, Suécia, Macau, Índia, Indonésia, Argentina, Cuba, Austrália, China, Japão, Paquistão, .. etc 
Ao longo dos anos, deu a volta ao mundo através das redes sociais com as suas obras de arte.
Organizadas por coleções.
Ah poucos meses tem vindo a conquistar seguidores nacionais, 
de todos as partes do País incluído emigrantes.
Movimenta milhões de pessoas nas redes sociais, em várias páginas da web onde está inscrita.
A sua vida é completamente pública nada faz,
que não acaba por ser do conhecimento público.
Que acaba por ser partelhado nas redes sociais.
Seus seguidores são atentos a todas as suas movimentações.


Arrancou com as suas primeiras exposições no ano de 2009
Pintando sempre a óleo sobre tela.


Conhecida pelas suas obras inéditas e excêntricas.
Autodidata reconhecida internacionalmente, as suas pinturas são naif personalizado.
Tendência natural para a pintura
A maioria das suas obras são da cidade do Porto, apresenta a cidade invicta de cores vibrantes.


O que a destacou no internacional foi a COLECÇÃO NUDEZ DE UM SER HUMANO.
Coleções polémicas, sempre criticadas para o bem ou para o mal.
Onde as diferentes línguas, 
culturas ou religiões compreendem nitidamente a mensagem das suas obras.
Uma mensagem universal que abarca o mundo.
Pinturas inéditas e excêntricas que falam por si próprias.


Ela é o seu próprio ícone de mulher.
Suas pinturas são baseadas nela própria.
Pinta o seu próprio corpo, seus cabelos, sua silhueta em várias posições.
Suas pinturas de nudez é baseada em si mesma.
Os esboços foram feitos através das suas fotografias, maioria tiradas com tripé.
A pintora esta representada, pintada, em todas as suas obras de arte ligadas a coleção de nudez.
Quando observa uma pintura de nus, vê a pintora auto retratada. 


Algumas das suas pinturas são comoventes.
Criou suas obras de coração com uma beleza como quem respira a sua própria essência.
Com naturalidade e simplicidade as ideias surgem umas a trás das outras.


Das mais marcantes é também a coleção de Anjos.
Uma coleção polémica onde a pintora transmite mensagens através das suas obras de arte.
A única coleção onde a pintora interage com os admiradores.
Onde sem dizer uma palavra se compreende a mensagem.
Colecção de Anjos é baseada na sua vida pessoal.


Adelaide Moça

quarta-feira, 3 de maio de 2017

ENTREVISTA 08/MARÇO/2016


Dia da Mulher
Dia de uma entrevista marcada á muito tempo para a rádio AO SABOR DO VENTO feita pelo entrevistador Eduardo Urze Pires, que veio ao Porto de propósito.
Apesar de estar mentalmente desorientada e em choc, decidi não desistir da entrevista.
Desistir não é opção na minha forma de viver.

UM DIA QUE PENSAVA E TINHA TUDO PARA ESTAR FELIZ
MAS NÃO

Entrevista foi gravada apartir das 14.30h, quando 5 horas antes estive no hospital, onde nessa madrugada "Pai" entrou em sofrimento durante horas, acabando por ficar internado.
Com uma "idade especial" vai ter que ser submetido a mais uma intervenção.

FIQUEI UM FARRAPO E ESTA ENTREVISTA PROVA ISSO .. A DESORIENTAÇÃO É NÍTIDA